MONTE

Foi finalizado na Abbey Road Studios, Londres, com Alex Wharton, responsável por trabalhos de músicos emblemáticos do panorama mundial como: Paul McCartney, The Pixies, Gilberto Gil, St. Germain, Radiohead, Massive Attack, Coldplay, entre outros. MONTE, o último trabalho de André ViaMonte, é um álbum com o mesmo número de faixas (14 ) que conta também com participações especiais: Eunice Muñoz, Beatriz Nunes (Madredeus), Rapper: B-Leza, Ashwinder Nippy e o Gospel Choir de Coimbra.
Apesar de seguir uma linha fiel a este anterior trabalho — que juntava instrumentos tradicionais com eruditos, o álbum MONTE reinventa-a, enquadrando-se
noutras linhas contemporâneas, em que instrumentos eruditos se fundem com um ritmo e uma batida eletrónica.
Após uma viagem interior com o seu álbum de estreia, VIA, que o compositor considera predominantemente “feminino”, no sentido íntimo, intuitivo e por ter cumprido o seu papel intimista de mobilidade emocional, de comoção e de resgate de emoções; o novo trabalho MONTE é virado para o futuro sem perder de vista os valores do passado.
Cognitivo, “masculino”, nos aspectos lógico e consciente, também de perfil internacional, tem o intuito de surpreender e de alertar para determinadas temáticas do mundo: injustiça,
igualdade, memória, legado, conhecimento versus ignorância. O novo álbum MONTE possui uma sonoridade imponente, profunda e tem uma envolvência quente, sendo um trabalho luminoso, muito claro na sua intenção e mensagem das suas letras.

TESTEMUNHOS